quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Boko-Moko

Bolsa Gucci. Preço ao público: € 1.640,00. Consumidores: classe média, e não rica, que abomina grifes. Paradoxal...

Estou naquela idade em que não sou mais mocinha há um bocadinho de tempo, mas não suficientemente madura para que o meu guarda-roupa cheire a naftalina. Digamos, over 40 e under 50, para ficar mais bacana.

Me sinto naquela fase em que um poste e a minha presença talvez se confundam. A remota lembrança do último "psiu" já se perdeu no século passado. A menos que hoje, e por algum mistério, eu receba um psiu por engano, ao passar num canteiro de obras onde casualmente trabalhe um pedreiro idoso com problemas hormonais.

Trabalhando num setor no qual todos parecem ter saídos de uma página de revista, tudo se torna complicado. Antes de me vestir para o trabalho, o meu guarda-roupa pede clemência para que eu priorize a comodidade.

E se o cliente for daqueles vaidosos que aparecem cobertos de últimas tendências, a minha preocupação se redobra. Se apareço "boko-moko", perco respeito. Pior, perco o cliente. Mas na minha precariedade, mantenho alguns segredos guardados na manga. Meus critérios para a tríplice "moda-idade-conforto"?

1- Calça de corte moderninho, mas com cintura elástica.
2- Peça superior que disfarce a bunda minguante. Pode ser um sobretudo, mesmo de baixo de 30 graus.
3- Nada de decotes que não cubram o que não existe.
4- Sapatos moderninhos, possivelmente de salto "anabela". E sola de borracha, que não escorrega.
5- Calcinha elástica grande, que esconda o pneuzinho e não amontoe nas entranhas. No rego mesmo.
6- Bolsa de design, mas grande, por que na volta, passo sempre num supermercado. A porção comadre é mais forte. E ainda tem que conter remédios para a memória, pressão alta, dores cervicais e 2 pares de óculos. Um para longe e outro para perto.
7- Óculos de sol moderninhos ou atualizados, mesmo quase cega, por não possuir os graus necessários e por achar besteira gastar nisso.
8- No inverno, ceroulão de lã sob a calça. A probabilidade de me despir é nula, se não, apenas entre mulheres.
9- Botas. Porque escondem aquele par de meias desbotadas e cheias de bolinhas, mas muito quentinhas.
10- No verão, camisa de linho. O requinte está no amarrotado, coisa de nobres no veraneio toscano, ainda bem. Economiza-se tempo e energia.
11- Idem com a calça de linho, o que conclui-se que passo todo o verão amarrotada.
12- Camiseta simples do tipo D&G, variando apenas com colares. Mesmo que a etiqueta interna seja D&O, por tê-la comprado numa chinesa para economizar.


O que não fazemos para defender nosso pão... Poderia prosseguir por muito ainda, mas aí já vão dizer que a minha bokomokice é coisa de over 70!

7 comentários:

Paola disse...

Ai, ai, ainda bem que existe um lugar para mim no mundo!
A lista tem 100% de aproveitamento!
(conversa de comadre, o lenço no pecoço, ajuda a dar uma lenatada nas bochechas!
beijo

PAola

Anônimo disse...

Luma, adorei a sua lista,apesar de morar na praia, de vez em quando preciso de algumas dicas, pois me sinto a própria bocomoco!!!!bjus

naomi disse...

a-do-rei! principalmente o item da calcinha, ninguém merece passar o dia atochada, hahahaha!

jorge beraldo disse...

não sei pq, fiquei com vontade tomar guaraná antárctica

LuMa disse...

Ah..seu Jorge, sempre querendo se enturmar no meio de comadres...(rs). E vc mudou de loira? Prefere o doce ao amargo agora?

Kenia Mello disse...

Luma, ri demais! :)
Estou com quase 42 anos, mas confesso que meu guarda-roupa não parece em nada com o seu. Hehehehe
Não que eu use calça de cintura baixa modelo piriguete, mas capricho nos vestidinhos, sandálias rasteiras, camisetas e jeans básico, no dia-adia. Como moro em Recife, o clima propicia o uso de camisetinhas, saias e bermudas, tudo de tecido levinho.
Dos seus itens, adoro camisas de linho branco. :)
Beijos e obrigada pela visita.

Shoiti disse...

uau!!! ainda bem que para gays não há problema de idade - mentiiiiira!!!!! - pq ainda recebo muuuuuuuuuitos olhares e piscadelas, além de viradas de pescoço!!! mas a idade é ingrata: qdo somos jovens não nos querem e qdo somos over 40 e under 50 (eu tbém me incluo neste seleto grupo) não pertençemos a grupo algum... rsrsrs... então só nos resta desfilar pelo Shopping Ibirapuera e ser objeto de desejo de homens e mulheres (fazer o que, né???)!!!