sábado, 13 de dezembro de 2008

Mesa globalizada



Ontem à tarde, passei na importadora de um chinês apenas para comprar um litro de shoyu, molho do qual não renuncio por nada. Mas como é previsível, saí de lá com todos estes produtos acima.

A loja é uma arapuca e é difícil conter a tentação. Ela fica no China Town milanês e suas gôndolas são a representação da Torre de Babel. Um pouco de cada 5 continentes, com predominância asiática. Talvez um dos raros aspetos positivos desta globalização.

O leite condensado é produzido pela Nestlé Holanda. O seu rótulo é escrito em holandês, árabe, alemão, sueco, norueguês(?) e inglês. Seu sabor é tal qual o Leite Moça do Brasil e paguei €1,80 (R$6,00) por ela. Mas seus maiores consumidores na Itália são os filipinos, dizia um dos funcionários.

Já os produtos japoneses provêm diretamente do Japão. Paguei € 3,40 (R$ 11,00) pelas míseras porções de apenas 150 gr de natto, enquanto o litro de shoyu custou € 5,80 (quase R$ 20,00) e o missô a € 4,20 (quase R$ 14,00).

Os produtos japoneses ainda permaneciam no câmbio anterior, das vésperas da crise internacional, quando o euro valia cerca de 160 yens. É apenas o resultado do poder de compra desta importadora. O consumo de ingredientes japoneses aumentou vertiginosamente nos últimos anos, com a tardia moda da cozinha japonesa na Itália. O que mais se encontra hoje no país são restaurantes japoneses.

Mas não se enganem. São de chineses residentes na país, que abandonaram a própria cozinha para substituí-la com a japonesa, muito mais lucrativa. De cada 10 restaurantes japoneses na Itália, 9 são comandados por chineses, que nunca pisaram o solo japonês. Não é raro tomar uma sopa de missoshiru com pedaços de pimentão dentro.

Seus nomes? “Ristorante Giapponese Ling Yu Wen”, “Trattoria Sayonara”, “Sushi Bar Wei Hu Tao”, “Sushi Bar Samurai”, apenas para ilustrar alguns.

Para finalizar, seguem os preços do meu pequeno luxo deste fim-de-semana:

Guaraná Antártica: € 2,50 (R$ 8,00) em garrafa de 1,5 litro.
Farinha de milho: € 1,00 (pouco mais de R$ 3,00)
Wasabi: € 3,80 (R$ 12,00)
Alga Nori, com 5 folhas: € 4,50 (R$ 15,00).

PS: Este post foi escrito quase exclusivamente para uma pessoa que há 30 anos vive no Japão e não resiste à curiosidade da chamada "Gastronomia na Economia Comparada", matéria da qual é expert. Ela sabe a quem me refiro.

2 comentários:

hissahe disse...

Não faço idéia da pessoa a quem você se refere mas aquí a coisa não está tão diferente. Paguei noutro dia, por 1 litro de azeite italiano ¥900 o que equivale a 7,386 euros. O macarrao que eu pagava ¥100/500g(italiano) hoje estava por¥350(2,872 euros)!!! Mesmo a esse preco eu o prefiro que comprar aquilo que se parece com macarrao(feito aqui). Ah..Luma. Que saudades de você.

batatatransgenica disse...

eu quase caí dura quando vi o preço do nattoo!