sexta-feira, 17 de abril de 2009

Santa Livraria

Esta livraria é um daqueles lugares em que mesmo contra todas as regras de contenção destes tempos negros da crise, as minhas pernas se direcionam sozinhas, sem consultar a carteira. Ao menos uma vez a cada quinzena, para evitar coceirinha nos pés.


Ainda que o letreiro não indique, certamente há uma política de negócios semelhante a uma ponta-de-estoque. Portanto, nem sempre é possível encontrar títulos que procuramos, mas permite uma imersão no universo de cultura de alto nível a pouco preço. De livros de arte, pintura, literatura, fotografia, viagens, arquitetura, filosofia e outros mil e um argumentos. É impossível sair de lá sem ao menos dois livrinhos na sacola.


Hoje comprei estes dois livros, de Goethe e Chekhov, por apenas €3,90 cada um. Apenas como parâmetro, o valor não paga nem um sanduíche. Nem em boteco sujismundo, daqueles com apenas 2 fatias transparentes de presunto.

Gosto de livros de arte, e casualmente me faltava algo sobre o panorama geral da pintura americana. E não é que achei este, por apenas €9,90? (Seu preço real seria de 40 a 50 euros). São 300 páginas ilustradas com obras de 25 pintores mais expressivos do país, que vão da fase da descoberta do oeste, passando por impressionismo, realismo, vanguarda, expressionismo, pop-art e grafite.

Sou imensamente grata a esta livraria.

3 comentários:

Adrina disse...

Ai, que invejinha. Livro no Brasil é muito caro. De arte, então, é impraticável.

batatatransgenica disse...

de arte é impraticável [2]. até romance bianca/julia/sabrina sai por mais ou menos 3 euros aqui :(

LuMa disse...

Adrina e Bata:
Cheguei a comprar livros da literatura clássica (J. Joyce, Machado de Assis, etc)a 1,90 euro, por ter ido no momento justo! No dia seguinte já haviam esgotado. Todos aqueles que vêm me visitar, eu os levo nesta livraria, mesmo a custo de não levá-los a Duomo, igreja gótica e cartão-postal da cidade. Tá prometido. Qdo vierem, nós iremos na livraria, ok? Venham com a mala vazia!