quarta-feira, 1 de abril de 2009

Que país...

"O Anjo da Dor", escultura de William Wetmore Story (1819-1895)



O Brasil descrito aquí por Dimenstein dói. Como dói...

6 comentários:

Nei Ken iti Schimada disse...

Na cidade campeã brasileira de linchamento homofóbico cujo cartão postal é um pelourinho e todo mundo sabe pra que serve aquilo?

na cidade dos trios elétricos e do carnaval mais violento do Brasil?

Ora, ainda que tudo o que eles cantem seja a Bahia, a Bahia que nós gostamos realmente está no sul, na zona sul do sul.

João Gilberto é mais carioca que Os Cariocas, meu rei.

Besos!

hissahe disse...

Depois de ler Gilvã Mendes tenho envergonha da minha "escolaridade"

Paola disse...

E o ministro está preocupado com o acesso à Universidade !
Ei, o buraco é mais embaixo!
Educacão de base, universal e de qualidade. Quando o discurso vai passar a ser realidade?
Triste demais!

LuMa disse...

Nei, Hissahe e Paola

Diante de milhares de Gilvãs brasileiros, chego a sonhar com uma bomba daquelas, acabando com a farra e cinismo do Congresso, vocês não? Incluindo aí efeitos colaterais a parentes e amigos parasitas do Estado. Há muito perdemos dignidade e vergonha, que tristeza.

batatatransgenica disse...

acesso deveria ser o tema da década: acesso à escola e saúde públicas, acessibilidade aos portadores de deficiência...

Nei Ken iti Schimada disse...

Compreendo perfeitamente seu ponto de vista com relação aos dekasseguis.
Estou aqui há 18 anos e sei bem o que é isso.