segunda-feira, 23 de março de 2009

Família-fantama


A Igreja os condena e o Estado não os reconhece.

No entanto, há hoje cerca de 100 mil crianças, filhos de casais homossexuais na Itália, segundo um levantamento divulgado semana passada pela Associação de Pais Homossexuais "Famiglia Arcobaleno".

Com duas mães ou dois pais, filhos destes núcleos - muitos deles já adolescentes - ,são frutos de recursos obtidos através de inúmeros obstáculos burocráticos, como fecundação artificial e adoções no exterior. Segundo os educadores e psicólogos que acompanham estas crianças, não há nenhum indício de que os seus desenvolvimentos sejam diferentes de outras. Ao contrário, são serenas e conscientes do seu status, por receber redobrada orientação de pais com bagagem e experiência em dversidade. Afinal, quem melhor conhece a marginalização social senão eles?

Só lhes resta um governo melhor que este, para que seus núcleos sejam reconhecidos juridicamente.

2 comentários:

Paola disse...

Quanta demagogia, não é?
Pais homoafetivos (assim que aqui no Brasil eles gostam de ser chamados) adotam crianças que estariam em abrigos do estado, da igreja, dão educação, afeto, cuidado, que mais?
PArece que a vida ficou em segundo plano, parece que mais importante é manter as aparências!
Eu fico doida com isso.
Conheço criançaS filhas desse tipo de inião e não vejo nada que desabone a opção!

Vc não fica cansada dessa hipocrisia?

Oz

Beijos

PAola

batatatransgenica disse...

paola disse tudo!