domingo, 30 de agosto de 2009

Antidepressivo

Há fotogramas que valem mais que cem cápsulas de fluoxetina.

Como este, de olivas encontradas numa pracinha mal cuidada, de frente ao lago de Lecco. São frutinhas antioxidantes para a saúde. E - sobretudo - , antidepressivos para a alma.


Elas nunca se tornarão azeite e nem acabar num pote de conserva. Eu as quero perseverantes nos seus galhos até o inverno. Sem as jóias verdes a pracinha não há vida.

2 comentários:

batatatransgenica disse...

quase sinto o perfume daqui. :o)

Prosopopéias Cintilantes disse...

Oi, Luma
Obrigada pela visita! Você andou sumida, hein?!
Você perguntou sobre os nomes dos meus gatos... vou contar.
O Frank Sinatra foi o primeiro. Escolhi o nome por achar o Frank Sinatra (cantor)um gato! Lindo mesmo! Além de ser fã dele e achar o nome sonoro. O Fred é irmão do Frank e acabei adotando junto, não quis levar um e deixar o irmãozinho sozinho, ainda mais endo preto e sabendo do preconceito que os gatos pretos sofrem. Aí, resolvi homenagear outro grande artista que eu também adoro, Fred Astaire. No final das contas até achei que combinava.
Um ano depois veio o Henri. E na hora de escolher o nome resolvi seguir a linha das homenagens, afinal de contas ele teria que ter um nome à altura dos irmãos. Como já tinha um cantor e um dançarino, segui para a minha paixão que é a fotografia e escolhi Heri Cartier-Bresson, um dos maiores fotógrafos do século 20.
Não sei se você leu no blog, mas vou adotar mais um gatinho. Ele chega na semana que vem e o nme é Vincent van Gogh. Ele é lindo, muito coloriso: ruivo, de olhos verdes e nariz rosa.
Depois passa lá para conhecer!
Obrigada pela visita e desculpe o comentário tão grande!
Bjs,
Stela